top of page
Search
  • Writer's pictureAline Novais

COMO VEMOS A LUA EM DIFERENTES REGIÕES DO PLANETA

Essa foto da Lua cheia foi tirada em 22/10/2010 no Alabama, EUA, por Gregory H. Revera (CC BY A-SA 3.0). Mas, se não soubéssemos essas informações, como saber de onde ela foi feita?


Você saberia dizer por que ela foi tirada no hemisfério norte, por exemplo? Se não, senta que eu te explico!



Primeiro, precisamos lembrar que nosso planeta é esférico (não é exatamente, mas nesse caso é uma boa aproximação). Uma pessoa no hemisfério sul, portanto, vê a lua virada 180º, ou seja, de cabeça para baixo com relação à sua orientação original. Vendo a figura abaixo fica fácil de entender.

© The Planetary Society



Mas como sabemos se ela está de cabeça para baixo ou não? Qual a direção "verdadeira"?


Para isso, precisamos lembrar algumas características da Lua. Por exemplo: um bom método é observar a cratera Tycho, que está marcada em azul na figura abaixo. Quando ela está para baixo (como na imagem do lado esquerdo), sabemos que aquela Lua foi vista do hemisfério norte. Quando está para cima (imagem do lado direito), a Lua foi vista do hemisfério sul.

© The Planetary Society. Marcações feitas por mim



A dica da cratera Tycho é uma das mais famosas, mas você pode escolher observar qualquer outra característica da Lua. Nesse site tem um mapa dos principais mares e crateras da Lua visíveis da Terra que você pode tentar identificar.


Ok, agora sabemos a diferença de observar a Lua nos hemisférios. Mas e se observarmos da linha do equador?


Vamos usar novamente o exemplo da cratera Tycho. Dependendo do horário que você observar, você verá a cratera Tycho do lado esquerdo ou direito da Lua, como na imagem a seguir. Para entender isso melhor, vamos ignorar os movimentos da Terra e da Lua (novamente uma aproximação aceitável no nosso caso), e vamos supor que a Lua gire em volta da Terra exatamente acima da linha do equador.

© The Planetary Society



Uma pessoa em cima da linha do equador veria a Lua nascer na direção leste, e conforme o dia fosse passando, ela veria que a orientação da Lua gira 180º, como na imagem acima. Por fim, veria a Lua se por na direção oposta a inicial, no oeste, "de cabeça para baixo" e "espelhada" com relação ao nascer.


O vídeo abaixo, feito no programa Stellarium, simula as diferentes visões da Lua em diferentes latitudes do planeta. Note que, longe da linha do equador, o fenômeno da imagem acima não acontece.



Vimos como a Lua se comporta em diferentes latitudes ao longo de um dia. Mas como funcionam as fases da Lua em diferentes latitudes ao longo de um mês?


Na imagem abaixo vemos como as fases da Lua são visualizadas diferentes locais da Terra.

© CMG Lee


A imagem acima pode parecer difícil, mas temos alguns "macetes".


Por exemplo, no hemisfério sul todo mundo costumamos falar que a Lua crescente faz um C, e a Lua minguante (decrescente) faz um D, certo? Então, conforme os dias passam, vemos a Lua mudar como no gif abaixo.

© Mandy Barrow



Já no hemisfério norte, vemos o oposto! A Lua crescente faz um D e a minguante faz um C, como no gif abaixo.


© Mandy Barrow



E a essa altura você já deve imaginar o que acontece no equador... A Lua cresce e descresce deitada, formando um "sorriso".



Curtiu o conteúdo? Deixe seu like ❤️ e compartilhe esse post 🔁 para alcançar mais pessoas!



Referências:

4 views0 comments

Related Posts

See All

Comments


bottom of page